Como funciona a zeragem automática bovespa

Thamara Araujo

12 março 2024 - 10:56 | Atualizado em 25 março 2024 - 14:03

No mundo frenético das operações financeiras, a zeragem automática bovespa desponta como uma ferramenta crucial para corretoras.

Neste artigo, vamos explorar o que é a zeragem automática, como funciona no contexto da Bovespa, suas distinções em relação à BM&F e os benefícios que oferece aos investidores. 

 

Bovespa e BM&F: entendendo as diferenças 

 Antes de mergulharmos na zeragem automática, é essencial compreender a estrutura do mercado brasileiro. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) é o principal mercado de ações do Brasil, onde são negociados ativos de empresas de capital aberto. Por outro lado, a Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) lida com contratos derivativos, commodities e operações de futuro. 

Enquanto a Bovespa concentra-se em ações e valores mobiliários, a BM&F é o palco das operações com commodities, moedas estrangeiras, juros, entre outros ativos financeiros. Esta distinção é fundamental para compreender como funciona a zeragem automática no contexto específico da Bovespa. 

 

Zeragem Automática Bovespa 

 A zeragem automática é um mecanismo adotado pelas corretoras para mitigar riscos e garantir a segurança das operações realizadas pelos investidores. Basicamente, o sistema de zeragem automática bloqueia novas operações quando determinadas condições são alcançadas, como horários específicos do pregão, limite de saldo ou patrimônio insuficiente. 

No contexto da Bovespa, onde o mercado é altamente dinâmico e volátil, a zeragem automática desempenha um papel crucial na proteção dos investidores e na manutenção da estabilidade do mercado. 

 

Benefícios da Zeragem Automática Bovespa 

  • Gestão de Riscos: A zeragem automática permite que as corretoras gerenciem os riscos de forma mais eficaz, evitando que os investidores assumam posições que possam comprometer seu patrimônio. 
  • Segurança do Mercado: Ao bloquear operações em momentos de alta volatilidade ou quando os limites de risco são atingidos, a zeragem automática contribui para a segurança e estabilidade do mercado como um todo. 
  • Proteção ao Investidor: Os investidores se beneficiam da zeragem automática, pois ela evita que assumam posições excessivamente arriscadas ou que excedam seus limites financeiros. 
  • Eficiência Operacional: Ao automatizar o processo de zeragem, as corretoras ganham eficiência operacional, reduzindo a necessidade de intervenção manual e garantindo uma execução mais rápida e precisa. 

Em resumo, a zeragem automática desempenha um papel fundamental no mercado Bovespa, oferecendo uma camada adicional de proteção e segurança para os investidores e contribuindo para a estabilidade operacional do mercado. Ao entender como funciona esse mecanismo e os benefícios que oferece, os investidores podem operar com mais confiança e tranquilidade em um ambiente tão dinâmico e desafiador como o mercado de ações brasileiro. 

 

Conheça o Robo de Zeragem da Cedro 

De forma resumida, o Robô acompanha em tempo real as operações da corretora, ou através do OMS Cedro, quando usado, ou via sessão Drop Copy específica para alimentá-lo quando outros OMS’s ou mais de um são usados. 

Com isso, o patrimônio do cliente e demais variáveis financeiras são calculadas, em uma conta que pode conter algumas opções, e que vai derivar a variável “Saldo Considerado para Zeragem”. Quando esse alvo é atingido, o Robô bloqueia a conta em questão, via integração, e na sequência, através de uma sessão supervisora para este fim as ordens em aberto são canceladas e depois a posição é zerada na Bolsa. 

Para o cálculo do patrimônio do cliente são considerados dados de vários ativos, tais como as posições de fundos, renda fixa, tesouro direto, previdência, garantias, dividendos, saldos (em conta corrente e projetados) e as custódias Bovespa (à vista, opções, termos e BTC) e BM&F (opções). 

Quanto às opções de zeragem mencionadas antes, teremos: 

  • Zeragem por perda máxima: a zeragem é feita ao atingir uma perda máxima, definida em configuração, bem como os alertas de perda; 
  • Zeragem por desvalorização patrimonial: a zeragem é feita ao atingir o percentual de perda do patrimônio, de forma análoga ao modo anterior, mas aqui se tratando de um valor percentual sobre o patrimônio e não fixo; 
  • Zeragem por saldo negativo: a zeragem é feita caso a conta esteja com o saldo negativo apenas. 
  • Zeragem por horário: a zeragem é feita ao atingir horários parametrizados, podendo zerar a todos os clientes com posição, ou apenas aquele que não possuírem valor financeiro para passagem posicionados. 

Quer levar essa transformação para a sua empresa também, basta acessar aqui e falar diretamente no WhatsApp da nossa Especialista. 

Recomendados para você

Pessoa utilizando aparelho de ponta para escanear um código de barra
Invisible Bank: saiba tudo sobre essa tendência ...
investimentos com home broker
Confira 5 técnicas de análise de investimento para melhorar o seu negócio ...
DREX: o que é e como vai funcionar a moeda digital brasileira  ...