Tecnologia

Projetos de TI terceirizados: saiba como facilitar o processo

Por Vitor Precioso

28 junho 2016 - 17:32 | Atualizado em 02 fevereiro 2023 - 10:36


projetos-de-ti-terceirizados-saiba-como-facilitar-o-processo

Os projetos de TI são uma das atividades mais críticas do dia a dia de um gestor. Qualquer erro, falha na aderência a prazos ou problemas com a distribuição de tarefas pode impactar na qualidade do trabalho. Em vários casos, tais fatores podem até mesmo contribuir para o cancelamento de uma iniciativa que poderia facilitar o aumento das receitas de um empreendimento.

Para impedir que isso ocorra por gastos excessivos, muitos gestores de TI investem na terceirização. O outsourcing dá mais flexibilidade para a gestão administrativa de funcionários, reduz os custos operacionais e aumenta as chances de um projeto dar certo.

Qual o impacto de um projetos de TI terceirizados

O outsourcing em TI ganhou destaque nos últimos anos entre os principais modelos de negócios, principalmente para quem pretende ter uma rotina operacional mais flexível e econômica. Por sinal, a terceirização torna processos administrativos menos burocráticos, uma vez que empresas podem diminuir ou aumentar o número de técnicos e analistas atuando dentro do ambiente corporativo, conforme as variações de demanda ocorrem.

Trabalhar com técnicos terceirizados também é uma forma de obter acesso a profissionais com capacitação de ponta — muitas empresas do ramo enxergam a realização de treinamentos como uma forma de tornar os seus serviços mais competitivos. Diante disso, elas passam a incentivar os seus consultores a sempre trabalharem de acordo com os padrões mais modernos do mercado.

Vale frisar que a terceirização pode tornar os projetos de TI mais eficazes. Os profissionais que atuam em regime de outsourcing possuem uma grande experiência, acumulada ao longo de anos atuando em ambientes operacionais diversificados. Consequentemente, eles poderão identificar com mais facilidade quais métodos operacionais podem tornar um projeto mais eficaz e com um custo menor.

A minha empresa está pronta para realizar um projeto de TI terceirizado?

Um bom investimento em TI não é aquele que possui o menor custo, mas sim o que mais agrega valor para as operações de uma empresa. Diante dessa informação, gestores devem tomar cuidado antes de optar por ter seus projetos terceirizados.

O outsourcing tem como uma de suas vantagens o fato de ser altamente flexível e adaptável para várias situações e necessidades. Empresas podem escolher essa forma de trabalho quando precisam flexibilizar rotinas ou diminuir o impacto orçamentário causado pela contratação de novos profissionais.

Além disso, a terceirização pode ser uma boa escolha para quem já possui um departamento de TI estabelecido e precisa realizar um grande projeto em curto prazo. Esse é o caso do desenvolvimento de grandes sistemas e a migração de infraestruturas corporativas. Em ambas as situações, a empresa precisa aumentar o número de técnicos rapidamente por um curto período de tempo e, nesse cenário, a terceirização pode ser vista como uma escolha estratégica.

Como contratar uma empresa de terceirização em TI?

A contratação de uma empresa de TI para a terceirização de um projeto exige um longo planejamento. Gestores de TI devem avaliar as características da empresa que será contratada, o seu método de trabalho e a formação de seus profissionais. O feedback de clientes antigos também pode ser utilizado, permitindo uma visão prévia de como a empresa atua em diferentes situações.

Nesse cenário, a definição de um bom SLA (Service Level Agreement ou Acordo de Nível de Serviço) é indispensável. O documento regulará métricas, prazos, direitos e deveres de ambas as partes. Justamente por isso, deve ser abrangente e conhecido por todas as partes do projeto, evitando problemas jurídicos e tornando o trabalho dos profissionais terceirizados definido.

Fazendo a escolha de uma boa empresa, o projeto de TI poderá ser terceirizado com a manutenção de um alto padrão de qualidade. Gestores poderão focar em atividades críticas e, ao mesmo tempo, reduzir os custos da iniciativa. Assim, as chances de uma migração ou desenvolvimento de um novo produto terá chances maiores de dar certo.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.